Páginas

2 de mar de 2015

Snarf sendo Snarf

[O que sei é que de alguma forma ele veio para somar e mesmo um ser que não fala português nos passa muitas lições. Na semana passada o flagrei em cima de um banquinho na cozinha, achei a cena interessante e fui correndo buscar a câmera, não é que o sacana fez pose!]

Esse é o nosso Snarf, felino com duas características que fazem jus a homenagem feita ao xará dos Thundercats, traquino e mole (esse é o adjetivo que se dá por essas bandas a quem vive apanhando dos outros), cheio de peripécias e algumas farei questão de não revelar aqui, o destruidor de borboletas adora deitar em minha cama, até ser visto por minha mãe, a carrasca segundo ele, mas também não tiro a razão dela, cedo tipo 9 horas da manhã Snarf se põem perto da porta de acesso a sala quase que falando, isso quando não a acorda com o barulhos de suas patas no forro da casa. 


Vez ou outra ele dá uma sumida, quer vê-lo aparecer? Basta aquele barulhinho de ração caindo no seu pratinho amarelo para dar o ar de sua graça. Já veio para cá grandinho, o trouxe da antiga morada dos meus avós maternos, sorte que outros gatos de lá não tiveram. Rapidamente já se sentiu a vontade e sim, é parte da família.

Dando uma observada na história do Snarf percebi que não é tão diferente do enredo que se dá com crianças e mesmo com adultos, elas geralmente entranham quando mudam de lugar, com o tempo se adaptam, fazem amizades, mas a concorrência é forte, há sempre um “xerife” de quarteirão e meu gato tem sofrido com isso a ponto de muitas vezes dormir em cima de uma árvore que fica em frente a uma casa vizinha, dormir dentro de casa não tem sido boa ideia, o que agrava a situação e outra, ela acaba nos envolvendo no seu drama.


O que sei é que de alguma forma ele veio para somar e mesmo um ser que não fala português nos passa muitas lições. Na semana passada o flagrei em cima de um banquinho na cozinha, achei a cena interessante e fui correndo buscar a câmera, não é que o sacana fez pose!

Com vocês Snarf in natura!

Quim Buckland
Fotógrafo















3 comentários:

  1. Boa garoto. Um belo trabalho, sei que não é de mim que queres ouvir isso, mas seu trabalho, o texto e as fotografias, ficaram muito bom. Tem autenticidade, e é isso que importa.

    Att. Venilson Carneiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venilson Carneiro, antes de qualquer coisa saiba que sua opinião é super relevante aqui, de verdade! Suas palavras me motivam e serão guardadas! Fique a vontade e volte sempre!

      Quim

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir